imagem de um posto de gasolina

12 dicas para reduzir os gastos de combustível da frota

Publicado em 15 de Março de 2022 em Combustível por Ethan Weir |  8 minutos de leitura


A maximização do desempenho da quilometragem do seu veículo com a tecnologia de gerenciamento de frota pode reduzir seus custos de combustível. Siga estas etapas.

Desvalorização do real, alta demanda e riscos geopolíticos fizeram disparar os preços dos combustíveis no Brasil, conforme reportagens recentes. 

 

O custo do combustível aumentou gradualmente desde 2021 e, segundo as previsões, a tendência continuará a flutuar.  Reportado pelo portal IG, a disparada do petróleo, a defasagem entre os preços da gasolina e do diesel no Brasil e no mercado internacional já chega a 25%, com base nos dados da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom). O que isso significa para o proprietário de uma frota? Como os preços dos combustíveis afetam a economia de combustível da frota? Como os gerentes de frota podem melhorar o desempenho da quilometragem de combustível e reduzir os gastos? Este post do blog responderá a todas essas perguntas e fornecerá soluções telemáticas que podem contribuir para o funcionamento eficiente de sua frota. 

Qual é o custo do combustível? 

 

Os custos de combustível são aqueles que incidem desde o reabastecimento de um veículo até um tanque cheio para que ele funcione sem problemas. Geralmente divididos em duas categorias, de custos operacionais e custos fixos, o custo do combustível é considerado como um dos principais contribuintes para os custos operacionais de uma frota.  

 

Ao comparar o desempenho do setor em 2021 com 2020, o saldo é positivo em emprego, volume de serviços e atividades econômicas, de acordo com dados da CNT, sinal de que é ainda mais importante para os gerentes de frotas administrarem continuamente o combustível de perto para que os custeios gerais de operação não fiquem fora de controle. 

O que é a economia de combustível da frota? 

 

A definição de economia de combustível é a distância que um veículo pode percorrer com uma determinada quantidade de combustível consumido. A economia de combustível é normalmente medida em quilômetros por litro (km/L) e pode diferir em grande medida com base na marca e modelo de um veículo. Por exemplo, um carro compacto e pequeno terá possivelmente uma maior economia de combustível do que um caminhão pesado.  

 

Para os gerentes de frota, melhorar seu km/L é uma tarefa importante, pois é um bom método para economizar combustível. 

Como você calcula os custos de combustível? 

Calcule o custo de combustível do veículo seguindo estas etapas:  

  1. Se você estiver procurando monitorar a economia de combustível do veículo para uma longa viagem ou para uma semana, comece enchendo o tanque com combustível.
  2. Registre a leitura do velocímetro no momento em que você encher o tanque.
  3. Uma vez acompanhado durante uma semana ou para a viagem, encha o tanque mais uma vez.
  4. Registre a quilometragem percorrida.
  5. Divida o número de quilômetros percorridos pela quantidade de combustível utilizado em litros (quilômetros por litro).
  6. Para converter o número em quilômetros por litro, multiplique por 4,544.

Como reduzir os custos de combustível da frota? 

 

O combustível pode ocupar grande parte dos custos operacionais totais de uma frota. Isto destaca a importância do gerenciamento de combustível para os gerentes de frota, pois eles são responsáveis pelo orçamento, pela taxa de rentabilidade e por alcançar outras métricas de desempenho. 

 

Mesmo que os preços do combustível sejam irregulares, o uso da tecnologia de gerenciamento de frota é uma boa maneira de maximizar o desempenho do veículo e reduzir os custos de combustível. Para começar a realizar um ROI, aqui estão alguns objetivos de gerenciamento que os gerentes de frota podem analisar: 

 

1. Pare com a ociosidade desnecessária de seu veículo 

De acordo com o Departamento de Energia dos EUA, a ociosidade pode consumir de um quarto a meio galão de combustível por hora. A quantidade de combustível usada em marcha lenta também depende do tamanho do motor e do uso de ar-condicionado (AC). A inatividade pode ser muito prejudicial para o veículo, assim como para o meio ambiente. 

 

Os motoristas podem inativar seu veículo em diferentes ocasiões:  

  • para aquecer o motor
  • para aquecer ou esfriar a temperatura do veículo (ter o aquecedor/CA ligado na cabine)
  • enquanto carrega ou descarrega um veículo
  • quando novos contratados estão sendo treinados

Como melhor prática, incentive os motoristas a desligar o veículo quando não estiver em uso ou estacionado. De acordo com o Argonne National Laboratory, são necessários cerca de dez segundos de combustível para reiniciar seu veículo. 

 

A criação ou atualização da política de inatividade de sua frota é uma boa maneira de reduzir a ociosidade e o desperdício de combustível. E a utilização de um sistema de gerenciamento de frota é uma boa maneira de enfrentar, acompanhar e monitorar ociosidade. A telemática ajuda os gerentes de frotas a estabelecer limites de ociosidade e também a gerar relatórios de custos. Um relatório semanal de custos ociosos, como o nome sugere, é uma ótima maneira de analisar os gastos em uma base semanal que também pode apresentar dados na forma de um gráfico para facilitar a compreensão. 

 

O Relatório de Tendências de Manutenção dos últimos 3 meses da Geotab mostra o total de combustível utilizado por toda a frota nos últimos 3 meses. O relatório é útil pois determina se as políticas de uso de combustível recentemente implementadas diminuíram com sucesso a quantidade de combustível que foi usada, e como isso afetou as estatísticas de quilômetros rodados e ociosos. 

2. Controle a direção agressiva 

Com boas práticas de direção, aliadas à manutenção correta do carro, é possível  reduzir em até 35% o consumo de combustível. 

 

Excesso de velocidade, aceleração rápida, frenagem brusca e curvas, mudança excessiva de faixa, excesso de velocidade e paradas são considerados como direção agressiva e podem ter efeitos negativos na eficiência do combustível de um motorista. 

 

A direção agressiva pode ser contida de diferentes maneiras com a telemática. A criação de um driver scorecard onde os motoristas serão classificados com base em sua segurança é um método eficiente para motivar os motoristas. 

 

O feedback usando avisos sonoros dentro do veículo advertirá os motoristas se eles estiverem envolvidos em uma direção agressiva. Um programa rigoroso de treinamento e segurança para todos os motoristas, juntamente com a criação de um processo de gamificação para incentivar os motoristas através de programas de reconhecimento de condução segura são outras formas de coibir a direção agressiva.

3. Acompanhe e gerencie as tendências de combustível no MyGeotab 

O objetivo da Geotab é ajudar as empresas a concretizar todo o seu potencial e receber um sólido retorno sobre seu investimento em telemática. Com o MyGeotab é possível melhorar o desempenho e reduzir os gastos de combustível em geral. 

 

O Geotab Fuel Tracker é um Add-In simples e fácil de usar que pode ser integrado com o Geotab Drive e ajuda a monitorar a economia de combustível, custo de combustível, custo por abastecimento e gastos mensais com combustível. 

 

Fuel tracker dashboard

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4. Otimize suas rotas 

Não negligencie a otimização de rotas quando se trata de economizar nos gastos de combustível. Como isso ajuda? Escolhendo a rota mais rápida e estradas mais tranquilas podem ser aspectos importantes que aumentam significativamente a eficiência e produtividade da frota ao mesmo tempo em que reduzem os custos. 

 

De acordo com um relatório publicado pela UMTRI, o congestionamento do trânsito afeta negativamente a economia de combustível de um veículo em 20-40%, dependendo do nível de engarrafamento. 

 

A integração de rotas em seus sistemas de gerenciamento de frota pode ajudar na escolha de estradas com menos tráfego, são mais fáceis para os veículos e encurtam o tempo de viagem. Os gerentes podem definir rotas personalizadas e pré-agendadas e enviá-las diretamente para os motoristas. Agora os gerentes de frota podem observar se o motorista seguiu a rota fornecida e, em seguida, usá-la para determinar a produtividade individual. A integração de um planejamento de rotas para telemática também pode ajudar a reduzir os custos de combustível e resolver roteiros complexos ou de última hora. 

 

Saiba como otimizar as rotas neste post da Comunidade Geotab. 

5. Fique de olho na pressão dos pneus 

De acordo com um estudo, ao rodar 30 mil km em um ano com a pressão abaixo da recomendada, perde-se cerca de 55 litros de combustível. Nesse cenário, os gerentes de frotas podem reduzir os custos de combustível por meio do monitoramento da pressão dos pneus. 

 

Um relatório do Sistema de Monitoramento de Pressão de Pneus (TPMS) indicará se os pneus de um veículo estão com a pressão ideal. Os motoristas também podem verificar a pressão dos pneus como parte da lista de verificação pré-arranque antes de iniciar sua viagem. 

 

Saiba mais sobre Add-Ins de monitoramento da pressão de pneus para MyGeotab e outros sensores conectados. 

6. Realizar verificações regulares de manutenção 

A manutenção regular de seu veículo pode melhorar sua economia de combustível. Checar o uso do grau de óleo de motor recomendado pelo fabricante e evitar ficar parado com o motor ligado pode otimizar a quilometragem, além de outras estratégias essenciais para a sua frota. 

 

Reparos simples em veículos podem ser caros para o resultado final. Um software de gerenciamento de frota pode evitar o desgaste do veículo, detectar problemas no motor, gerenciar a manutenção do veículo e fornecer dados cruciais sobre o motor. A implementação de uma solução telemática economizará tempo e reduzirá os custos. 

7. Combinar o veículo certo para a tarefa 

Usar um caminhão grande para uma carga pequena e uma distância curta significa que você está aumentando seus custos de combustível. Escolher o veículo certo para a tarefa certa é fundamental para gerenciar o combustível.  

 

Uma boa prática é reduzir o tamanho para veículos com motores menores que consomem quantidades menores de combustível. Outra opção é escolher veículos elétricos para cargas mais leves, o que contribuirá para o gerenciamento da frota. Usando a análise de um fornecedor de telemática também pode identificar possíveis oportunidades de downsizing. 

8. Use cartões de combustível 

 

Uma das maneiras de melhorar a eficiência da frota é por meio de um cartão de combustível do motorista. Além de tornar o pagamento de combustível mais conveniente para os motoristas, um benefício dos cartões de combustível é que eles ajudam os gerentes de frota a acompanhar as compras de combustível e outras transações dos funcionários.  

Um cartão de combustível controlado com métricas e regras especializadas pode ajudar os gerentes de frotas a manter o controle dos gastos de combustível. Um sistema de gerenciamento de combustível também identificará o número real de km/L, o consumo de combustível (quando ocioso, bem como quando em uso) e os níveis de combustível. 

9. Mudar para VEs 

Os veículos elétricos têm várias vantagens que contribuirão para reduzir os custos de combustível e, portanto, os custos operacionais para toda a frota. Eles transferem energia mecânica do motor elétrico de tração para mover as rodas e, como consequência, economizam 80% mais que os convencionais. Além disso, os VEs têm melhor desempenho que os veículos tradicionais e são ecologicamente corretos, cortando em dois terços as emissões.  

 

A telemática pode ser usada para monitorar seus VEs bem ao lado de seus carros e caminhões movidos a gás. Acesse dados críticos de VE para acompanhar a frota e planejar o futuro. Com a Geotab, você pode visualizar relatórios de tendências, relatórios de uso de combustível e energia VE, relatórios de carga VE e garantia de carga VE que também fornecem dados detalhados que podem contribuir para o bom funcionamento da empresa. 

Previsão de combustível para 2022 

Considerando o movimento do mercado internacional, o preço dos combustíveis deve seguir elevado. Economistas preveem alta entre 6% e 8% no preço da gasolina em 2022 — bem abaixo dos 45,9% registrados em 2021, segundo dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). 

 

Os preços do gás e do diesel têm sido instáveis, especialmente depois que a pandemia tomou conta do mundo. Estratégias políticas, desastres naturais, além da alta demanda geral e a dependência do combustível, contribuíram para a instabilidade.  

 

Os gerentes de frotas podem responder às incertezas, munindo-se de dados telemáticos que podem ajudá-los a economizar com o combustível e gerenciar as frotas de forma eficiente. Veja como a Geotab pode ajudar sua empresa a reduzir o consumo de combustível aprendendo sobre as nossas soluções de gerenciamento de combustível de frotas e solicite uma demonstração gratuita. 

 

Leve a conversa adiante, faça perguntas e aprenda novas dicas e truques no Geotab Fleet Success Center. 

 


Se você gostou deste post, fale para nós!


Aviso Legal

As postagens do blog da Geotab visam fornecer informações e incentivar a discussão sobre tópicos de interesse para a comunidade de telemática em geral. A Geotab não está fornecendo consultoria técnica, profissional ou jurídica por meio destas postagens do blog. Embora todos os esforços tenham sido feitos para garantir que as postagens neste blog sejam oportunas e precisas, erros e omissões poderão ocorrer, e as informações aqui apresentadas poderão ficar desatualizadas com o passar do tempo.