Uma imagem gráfica de uma cidade com veículos e CO2

Oito dicas de eco-driving para economizar combustível

Publicado em 7 de Junho de 2022 em Combustível por Geotab Team |  4 minutos de leitura


Experimente estas sugestões de eco-driving para reduzir a pegada de carbono e os custos com combustível da sua frota.

Você sabia que sua técnica de direção, não apenas distância e tempo de condução, afeta quanto combustível seu veículo usa? O Conselho Norte-Americano de Eficiência de Frete afirma que os motoristas podem afetar a eficiência da carga de um trator-reboque em mais de 20%. O eco-driving possibilita economizar milhares de reais por veículo a cada ano com combustível e constitui uma parte importante de um programa de sustentabilidade de frota.

O que é eco-driving? 

Eco-driving é um método de condução de veículos com o objetivo de usar menos combustível e gerar menos impactos ao meio ambiente.

Quem inventou o eco-driving? A primeira utilização do termo "eco-driving" é atribuída à Escola Nacional de Condução Sueca, em 1998. O conceito surgiu então em alguns programas europeus de condução no início dos anos 2000, e desde então passou a ser global.

O que pode ser alcançado com o eco-driving?

O eco-driving oferece muitas vantagens. De acordo com o Departamento de energia dos EUA, a condução agressiva pode reduzir sua quilometragem de gasolina em 15% a 30% (em velocidades de rodovia) ou em 10% a 40% (em tráfego de parada e saída). À medida que a legislação sobre consumo de combustível se torna mais rígida, vale a pena adotar técnicas de eco-driving para melhorar a pegada de carbono da sua frota. 

Benefícios do eco-driving, conforme citado pelo Serviço florestal dos EUA:

  • Menor uso de combustível e custos
  • Redução das emissões do escapamento, incluindo CO2
  • Diminuição do desgaste do veículo
  • Aumento da segurança
infográfico de direção ecológica

Fazer download deste infográfico

Técnicas de eco-driving

1. Não pise forte nos freios

Evite acelerar e frear muito rapidamente sempre que possível. Em vez disso, se o tráfego permitir, tire o pé do acelerador e use o ponto morto para desacelerar. A aceleração e a freada bruscas aumentam o consumo de combustível e podem desgastar o seu veículo. Pisar forte nos freios pode fazer com que as pastilhas de freio superaqueçam e se desgastem mais rapidamente, fazendo com que os rotores empenem. 

A freada brusca também pode acionar o sistema de travagem antibloqueio (ABS) do veículo quando não for necessário, o que poderia piorar o desempenho dos freios. Se você tiver um modelo de veículo mais antigo sem ABS, a freada brusca pode causar um desgaste irregular nos pneus.

2. Acelere suavemente

O consumo de combustível está diretamente relacionado com a intensidade do funcionamento do motor, e você utilizará mais combustível durante a aceleração forte, pois o motor precisa trabalhar mais. Você pode economizar combustível soltando o pedal do acelerador. A Toyota sugere levar 5 segundos para acelerar para levar seu veículo até 20 km/h (15 mph) a partir de uma parada. Uma dica da Toyota é imaginar que há um ovo sob o pedal do acelerador e que quando você acelera, está pressionando o ovo.

3. Regule sua velocidade

De acordo com a Natural Resources Canada, se você mudar sua velocidade de 75 kmph para 85 kmph (cerca de 47 mph para 53 mph) a cada 18 segundos, você corre o risco de aumentar o consumo de combustível em 20%. Para caminhões que trafegam a 104 km/h, haverá um aumento na eficiência de combustível de 27% em comparação com o mesmo veículo que circula a 120 km/h.

Enquanto puder fazê-lo com segurança, dependendo das condições de tráfego, tente manter uma velocidade constante e considere usar o piloto automático. Deixar sua velocidade cair um pouco em subidas também pode ser benéfico; você vai recuperar alguma velocidade nas descidas.

4. Reduza o excesso de peso

Quanto mais pesado for o seu veículo, mais combustível é necessário para o mover. Nos últimos anos, as montadoras de automóveis melhoraram os materiais e projetos para reduzir o peso do veículo, mas o transporte de itens e equipamentos pesados ainda pode ter um efeito negativo no consumo de combustível.

Verifique se há peças de equipamento que não serão utilizadas durante o dia de trabalho que podem ser removidas do interior ou da parte superior do veículo. Ao comprar um novo veículo, considere escolher um modelo de menor consumo de combustível que atenda às necessidades da sua frota.

5. Otimize as rotas

Tente combinar várias viagens em uma e planeje seu percurso com antecedência. Fique de olho nos relatórios de trânsito, observe as áreas de construção e evite rotas que cortam interseções ou cidades movimentadas, se possível. 

Através da otimização da rota, é possível minimizar o tempo em ócio, reduzir o risco de freadas bruscas e reduzir o tempo de condução. Se você estiver lidando com uma frota de veículos, considere usar ferramentas de tecnologia que auxiliam no despacho e na criação de rotas para coordenar seus recursos.

6. Evite ficar ocioso

Você sabia que deixar seu veículo ocioso por mais de 10 segundos consome mais combustível do que se você o tivesse desligado e ligado novamente? O Laboratório Nacional de Argonne declarou que, a cada dia, estima-se que 1 milhões de caminhões pesados de longo prazo fiquem em ócio durante as paradas de descanso obrigatórias. Para caminhões, uma redução anual de 10% no ócio vale por volta de 1% em economia de combustível.

Quando não estiver nas estradas, desligue o seu veículo caso espere ficar mais de 60 segundos parado com o motor ligado. Se um dos principais motivos para ficar ocioso for o controle de temperatura, considere investir em aquecedores de cabine ou beliche, aquecedores de líquido de arrefecimento, condicionadores de ar de armazenamento ou outro equipamento de redução de tempo em ócio.

7. Reduza o arrasto

Qualquer objeto na parte superior de um veículo será adicionado ao arrasto aerodinâmico no veículo. Remova os racks de teto, as caixas e outros itens da parte superior do teto do veículo. O arrasto aerodinâmico é um fator significativo na economia de combustível de um trator-reboque. O teste de rastreamento mostrou que um único dispositivo aerodinâmico pode reduzir o consumo de combustível de 1% a 5%, e o uso de vários dispositivos juntos pode reduzir o consumo de combustível em 25%

8. Faça a manutenção do seu veículo

A manutenção adequada é importante não só para que seu veículo funcione, mas também pode afetar a economia de combustível. Um veículo que não é ajustado e mantido pode usar até 50% mais combustível e produzir 50% mais emissões do que um veículo que é bem mantido, de acordo com a Earth Easy. 

Certifique-se de verificar a pressão de enchimento do pneu como parte da manutenção do veículo. De acordo com a NACFE, um pneu de caminhão com pressão insuficiente de 10 psi pode aumentar o consumo de combustível de 0,5% para 1,0%. Quando se trata de pneus, o clima frio pode afetar a pressão dos pneus à medida que o ar se torna mais denso quando está frio. Verifique o psi do pneu quando o clima ficar frio para garantir pressões de enchimento adequadas.

Por que o eco-driving é importante?

Corrigir técnicas de direção ineficientes é bom para proprietários de veículos e para o meio ambiente. Ao treinar os funcionários em habilidades de direção ecologicamente corretas, você pode trabalhar em conjunto para atingir as metas da empresa para sustentabilidade da frota e reduzir os custos com combustível.

Saiba mais sobre as formas de gerir a economia de combustível e a eficiência visitando a nossa página de gestão de combustível de frota. Agende uma demonstração para falar com um especialista da Geotab.


Se você gostou deste post, fale para nós!


Aviso Legal

As postagens do blog da Geotab visam fornecer informações e incentivar a discussão sobre tópicos de interesse para a comunidade de telemática em geral. A Geotab não está fornecendo consultoria técnica, profissional ou jurídica por meio destas postagens do blog. Embora todos os esforços tenham sido feitos para garantir que as postagens neste blog sejam oportunas e precisas, erros e omissões poderão ocorrer, e as informações aqui apresentadas poderão ficar desatualizadas com o passar do tempo.