person holding a tablet

Telemática ou telemetria veicular? Entenda a diferença e como utilizar dados para otimizar a gestão

Publicado em 9 de Setembro de 2022 em Telemática por Geotab |  4 minutos de leitura


Telemática ou telemetria veicular: qual a diferença?

De maneira geral, a maior diferença entre telemática e telemetria veicular está na capacidade adicional da telemática de efetuar a leitura dos dados dos veículos de forma mais completa e precisa, analisando, por exemplo, falhas do motor, detecção e reconstituição de acidentes, comportamentos de condução dos motoristas, entre  tantas outras informações. Além disso, a alta capacidade de uma plataforma telemática permite o processamento de bilhões de pontos de dados todos os dias, fazendo com que seja, assim, uma solução de big data

 

Em uma explicação simplista, a telemetria pode ser definida como a medição de dados de maneira remota e não está restrita apenas a aplicações automotivas. Nos veículos, sua aplicação é indicada para que os gestores possam acompanhar principalmente informações como:

  • Localização do veículo no mapa
  • Velocidade
  • Aceleração
  • Monitoração de Cercas Geográficas


 

Esses e alguns outros dados são coletados e armazenados em uma plataforma para que possam ser acessados a partir de qualquer lugar. Além disso, o sistema de telemetria veicular pode ser analógico ou digital. Na telemetria digital, pluga-se um dispositivo à rede CAN (Controller Area Network) via porta OBD II, enquanto a telemetria analógica funciona por meio de múltiplos sensores instalados em partes diferentes do veículo, que devem ser calibrados periodicamente, oferecendo uma leitura menos precisa dos dados. 

 

Já a telemática originou-se a partir da união de dois termos: telecomunicação e informática. Essa inovação utiliza sistemas robustos de TI para analisar um alto volume de informações coletadas. 

 

Dessa forma, a telemática veicular pode ser definida como uma tecnologia por meio da qual um dispositivo telemático, conectado à porta OBD II da rede CAN, tem a capacidade de coletar com precisão uma ampla variedade de dados sobre aspectos diversos do veículo e do comportamento do motorista, comunicando-se (por uma rede de dados móvel ou via satélite) com sistemas de TI. 

 

No mercado de telemática veicular, os provedores se diferenciam entre si pelo alto nível de suas plataformas e pela qualidade dos dados auferidos, elementos que fazem grande diferença na análise das melhores tomadas de decisões para gerenciar com eficiência as operações de uma frota.

Gestão de frotas baseada em dados

No setor de transportes, assim como em outras áreas da economia, a transformação digital tem gerado novas oportunidades de negócios e receita. Segundo estimativa da Mckinsey & Company, o volume de dados gerados por veículos, que tem crescido devido à maior conectividade entre eles, serão cada vez mais indispensáveis para a obtenção de lucros e redução de despesas, podendo somar um valor de US$750 bilhões até 2030.

 

Além da força que representam no mercado, esses dados também são críticos para a gestão de frotas e podem se tornar ainda mais valiosos com a implementação de recursos de telemática, como os oferecidos pela Geotab. Hoje, nossas soluções auxiliam os gestores a controlar e otimizar o diversos aspectos da frota por meio de uma plataforma de dados aberta e um dispositivo que se conecta aos veículos e monitora toda a rotina do veículo e de condução. 


 

Como a telemática da Geotab transforma o seu negócio?

Com a Geotab, a precisão das informações analisadas é ainda maior devido ao nosso algoritmo de curva patenteado, que coleta os dados do veículo em um espaço de tempo até mil vezes mais rápido do que uma aplicação comum. Como uma solução de plataforma aberta, o sistema permite a integração de diversos recursos e aplicativos para uma medição ainda mais inteligente e personalizada. 

 

Atualmente, o GO9 é a geração mais moderna da linha GO de dispositivos telemáticos da Geotab. Seu sistema foi totalmente reformulado e conta com um processador de 32 bits, mais memória RAM e um giroscópio. Trata-se de um dispositivo de fácil instalação, que não necessita de corte de fios para se conectar à porta OBD II, e que permite integrações, por exemplo, a câmeras e sensores de temperatura. 

 

Esses diferenciais garantem uma instalação rápida e proporcionam o acompanhamento de todas as informações relacionadas ao funcionamento do veículo, identificando qualquer inconsistência na rota ou situações de risco para o motorista e para a carga em tempo real.

 

A seguir alguns exemplos de como a telemática obtém e processa dados relacionados a:

 

1. Leitura dos dados do motor:

  • Falhas do motor
  • Ignição do veículo
  • Nível de combustível

2. Segurança, Acelerômetro e Giroscópio 3D

  • Perfil de direção
  • Pontuação de risco
  • Alertas por direção perigosa
  • Detecção e reconstituição de acidentes
  • Uso do cinto de segurança

3. Expansões e Sensores Periféricos

  • Distração e sonolência
  • Monitoração de trailers e containers
  • Botão de pânico
  • Sensores de temperatura
  • Inibidor de ignição etc.

O dispositivo telemático da Geotab envia os dados para a nuvem e o inovador software de gestão MyGeotab permite o acesso a informações valiosas e emissão de relatórios específicos sobre a rotina das frotas. Além disso, o algoritmo de curva proprietário leva as informações de uma maneira inteligente ao sistema, enviando apenas os dados mais relevantes para a nuvem. 

 

Por meio da análise dessas informações, os gestores tomam melhores decisões baseadas em dados, além de estimular a economia de recursos, como o uso de combustível. Também é possível planejar manutenções preventivas, estabelecer e monitorar práticas sustentáveis para diminuir a emissão de CO2,  comparar métricas de sua frota com dados gerais do sistema, obter informações preditivas que podem impactar o funcionamento do veículo e ativar alertas sobre diferentes aspectos do veículo e do comportamento do motorista para prevenir acidentes.

 

A figura a seguir ilustra a eficiência da telemática da Geotab frente a outras ferramentas: 

 

telematica graphic image

Conclusão

Por meio dessa análise, podemos concluir que a telemática proporciona inteligência, vantagem operacional e competitiva aos negócios que possuem operação com frotas de veículos. A precisão e qualidade dos dados coletados tornam-se uma poderosa ferramenta de manutenção preditiva e preventiva, além de otimizar os processos de gestão. 

 

Dessa forma, ao reunir os mais recentes avanços tecnológicos em uma plataforma telemática abrangente, a Geotab é capaz de oferecer uma solução na qual os dados realmente são confiáveis e seguros, já que as informações são coletadas sincronicamente e em tempo real, protegidas com criptografia de ponta a ponta, e com um detalhamento aprofundado sobre a situação do veículo e da rota.

 

Usufruindo dessa ferramenta, os gestores são capazes de otimizar custos, além de ganhar mais eficiência e oferecer mais segurança aos motoristas.

 

Para saber mais sobre a telemática da Geotab, você pode conferir na prática como as nossas soluções podem trazer benefícios para o seu negócio, teste nossa solução.


 


Se você gostou deste post, fale para nós!


Aviso Legal

As postagens do blog da Geotab visam fornecer informações e incentivar a discussão sobre tópicos de interesse para a comunidade de telemática em geral. A Geotab não está fornecendo consultoria técnica, profissional ou jurídica por meio destas postagens do blog. Embora todos os esforços tenham sido feitos para garantir que as postagens neste blog sejam oportunas e precisas, erros e omissões poderão ocorrer, e as informações aqui apresentadas poderão ficar desatualizadas com o passar do tempo.

Fique por dentro das novidades do setor e dicas da Geotab

Inscreva-se para receber nosso conteúdo mensal com dicas sobre gerenciamento de frotas e novidades do setor. Você pode se descadastrar a qualquer momento.