condução de carros com ícones de conectividade flutuando ao seu redor

Veículos Elétricos: a chave para frotas mais sustentáveis e econômicas

Publicado em 14 de Setembro de 2022 em Sustentabilidade e Veículos Elétricos por Geotab Team |  5 minutos de leitura


No mês do Dia Mundial do Veículo Elétrico, descubra como destacar as operações da sua frota e ainda preservar a natureza

Os carros elétricos e híbridos começaram a ser vendidos no Brasil em 2012 e, neste ano, atingiram a marca de 100 mil unidades comercializadas no País no total acumulado do período, de acordo com dados da ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico). Além de contribuir com atributos de sustentabilidade, que ajudam a reduzir a pegada de carbono das companhias, a eletrificação de veículos tem atraído o interesse de gestores por envolver outras vantagens que podem otimizar as operações das frotas. Entre os motivos mais considerados por eles, estão:

  • Melhor custo total de propriedade e ROI operacional;
  • Redução do uso de combustível;
  • Custos de manutenção mais baixos e maior confiabilidade;
  • Custo de eletricidade inferior ao custo de combustíveis fósseis.

Além dessas vantagens, a necessidade de conformidade regulatória e as exigências de redução de emissões pode tornar inevitável o processo de eletrificação num futuro próximo: governos em todo o mundo já começaram a estabelecer iniciativas que podem abranger desde a restrição da área onde um veículo com motor de combustão interna (ICE) pode operar, até a proibição do total das vendas de novos veículos ICE.

 

Contudo, os gestores que desejam avançar na eletrificação de suas frotas precisam considerar que este pode ser um processo custoso e que exige muito planejamento prévio. Hoje, o preço inicial dos veículos elétricos (VEs) ainda é maior do que o valor de carros convencionais, e os resultados de economia de custos e redução de emissão de um VE só passam a ser observados ao longo do tempo, alguns anos após a transição da frota.

 

Assim, para ajudar os gestores a analisar as oportunidades da eletrificação de frotas, a área de veículos elétricos da Geotab – empresa líder global em telemática - fornece uma gama de serviços para avaliar as demandas e possíveis resultados da transição. Entre outros aspectos, a plataforma telemática da Geotab considera:

  • Monitoramento de desempenho da frota;
  • Controle da emissão de carbono;
  • Redução de custos operacionais.

A empresa trabalha diariamente para ajudar a aprimorar e amplificar os resultados das companhias e profissionais que atuam com gestão de frotas, diminuindo custos e prezando por iniciativas sustentáveis.

 

A cidade de Seattle, nos Estados Unidos, por exemplo, vem utilizando veículos elétricos para diminuir as emissões de carbono. A liderança da frota da cidade escolheu a Geotab para ajudar a atingir suas metas de sustentabilidade, medir com precisão o uso de eletricidade pelos veículos elétricos e determinar quais veículos de motor de combustão interna (ICE) poderiam ser trocados por EVs. Com o apoio de recursos telemáticos e práticas sustentáveis, foi possível economizar US$2 milhões (R$10,5 milhões) em combustível em 2021.

 

No mês do Dia Mundial do Veículo Elétrico (9 de setembro), vamos explicar como funcionam e quais os benefícios que esses veículos podem trazer para a frota ao utilizar recursos telemáticos. Saiba mais sobre como essa tecnologia pode aumentar a eficiência das operações e transformar a rotina de motoristas e gestores em diferentes áreas do transporte de cargas.

O veículo elétrico como parte do futuro da mobilidade

Embora seja uma grande tendência para a nova era da mobilidade, a eletrificação não se trata de uma invenção recente – os primeiros carros elétricos apareceram no final do século 19, e, no final da década de 1990, os estudos sobre esse modelo de veículo engrenaram de vez.

 

Um relatório da International Energy Agency aponta que, em 2021, foram vendidos 6,6 milhões de carros elétricos em todo o mundo, resultando em um market share de 8,57% em relação a todas as vendas de automóveis no período – esse volume representa mais do que o dobro do que foi alcançado em 2020, quando foram vendidos 3 milhões de elétricos e o share era de 4,1%.

 

Uma oportunidade de se atualizar e sair à frente dos concorrentes

Atualmente, em países como a Noruega, o uso de veículos elétricos já ultrapassa a utilização de carros convencionais, indicando que os demais países devem seguir o exemplo em breve. Segundo uma pesquisa realizada pelo Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) e encomendada pelo iCS (Instituto Clima e Sociedade), no Brasil, embora a participação dos VEs no mercado ainda seja pequena - no primeiro trimestre de 2022, apenas 2,6% do total da frota brasileira era de veículos elétricos e 0,8% era de veículos plug-in – as vendas de veículos eletrificados leves cresceram em 115% neste período, somando  9.844 unidades comercializadas .

 

Todo esse cenário pode significar uma oportunidade para que as empresas  com um gerenciamento ativo de suas frotas considerem iniciar o processo de eletrificação dos seus veículos, uma vez que se trata de uma tendência de mercado e que gastos comuns, como combustível e manutenção, aliados à telemática, diminuem consideravelmente.

 

A Geotab oferece suporte de transição para frotas de carros elétricos no Brasil por meio de ferramentas como a Avaliação de Adequação de Veículos Elétricos (EVSA), que ajuda os gestores a identificar a maneira ideal de eletrificar sua frota de acordo com seu modelo de negócios. Em suas ofertas, os clientes também contam com suporte estendido à marca e ao modelo do veículo elétrico e com várias opções de relatórios, alimentados por dados em tempo real, que analisam a porcentagem de carga da bateria e o status de carregamento, por exemplo, além de demais aspectos do motor.

Vale a pena possuir veículos elétricos na gestão de frota?

Economia à longo prazo

Quando o assunto é a eletrificação da frota, a economia também deve ser levada em consideração. Como os veículos elétricos que chegam ao mercado têm um preço mais elevado, o Total Cost of Ownership (TCO), em português “Custo Total de Propriedade”, precisa ser avaliado.

 

Ou seja, o cálculo para saber se haverá retorno sobre o investimento realizado na compra de um veículo elétrico deve levar em conta o seu tempo de uso, já que a economia aumenta à medida que o automóvel é utilizado. Assim, é importante considerar que há um “cenário ideal” para que veículos que percorrem distâncias curtas sejam capazes de alcançar a quilometragem anual suficiente para fornecer um TCO menor em comparação a um carro movido a gasolina.

 

No caso de caminhões, conhecidos por seu alto consumo e gastos com combustível, a alimentação elétrica pode ser vantajosa por ser mais barata, mais estável e mais previsível em relação ao preço dos combustíveis fósseis. Esse fato, juntamente com os custos gerais de manutenção mais baixos (devido a menos peças móveis), significa que os caminhões elétricos são menos caros de operar.

 

Segundo análises da Geotab, 45% dos caminhões leves usados ​​pelas frotas atingem esse cenário ideal ao longo de uma vida útil de sete anos. O estudo descobriu também que eletrificar frotas de caminhões consideradas economicamente viáveis ​​poderia economizar uma média de US$4 mil (R$21 mil) por veículo.

 

Redução de poluentes na natureza

A queima de combustíveis fósseis, como gasolina e diesel, emite gases tóxicos e poluentes, como monóxido de carbono e dióxido de carbono, dióxido de enxofre e fuligem, que causam doenças e contribuem para o aquecimento global. Por sua vez, o motor do veículo elétrico não emite gás ou qualquer resíduo durante a operação.

 

Além disso, embora a energia utilizada pelo motor precise vir de alguma fonte (que pode até ser poluente), em relação à eficiência, os motores elétricos aproveitam cerca de 90% da energia da bateria. Enquanto isso, os motores à combustão, em média, consomem apenas 40% da energia que produzem.

 

Não geram barulho excessivo

Outro benefício que às vezes é esquecido é que os veículos elétricos são significativamente mais silenciosos do que os convencionais. Estudos descobriram que o ruído do tráfego de veículos tem várias implicações para a saúde, incluindo estresse e perda auditiva. Os motoristas de caminhão que mudaram para o elétrico relataram um ambiente de trabalho melhor e mais seguro devido à redução de vibrações e ruídos.

Qual a importância da sustentabilidade na gestão de frota?

 A sustentabilidade tornou-se um aspecto muito importante para as empresas. De acordo com o Gartner, 85% dos investidores consideram fatores ambientais, sociais e de governança (ESG) ao investir. A Geotab está comprometida em ajudar os clientes a operar de forma mais eficiente e sustentável. Nosso Relatório de Sustentabilidade destaca como pretendemos nos tornar neutros em carbono até 2040, o que está alinhado com as metas do Acordo de Paris da ONU sobre mudanças climáticas. Queremos apoiar nossos clientes para que tomem decisões mais sustentáveis.

 

Quer descobrir se os veículos elétricos são adequados para sua frota? Visite nosso Fleet Electrification Knowledge Center, que combina recursos, ferramentas e histórias de sucesso de frota para ajudar a guiá-lo em sua jornada.


Se você gostou deste post, fale para nós!


Aviso Legal

As postagens do blog da Geotab visam fornecer informações e incentivar a discussão sobre tópicos de interesse para a comunidade de telemática em geral. A Geotab não está fornecendo consultoria técnica, profissional ou jurídica por meio destas postagens do blog. Embora todos os esforços tenham sido feitos para garantir que as postagens neste blog sejam oportunas e precisas, erros e omissões poderão ocorrer, e as informações aqui apresentadas poderão ficar desatualizadas com o passar do tempo.

Fique por dentro das novidades do setor e dicas da Geotab

Inscreva-se para receber nosso conteúdo mensal com dicas sobre gerenciamento de frotas e novidades do setor. Você pode se descadastrar a qualquer momento.