Imagem dos dados que fluem de cima para baixo, com fundo azul

Desmembramento de silos: impulsionando decisões a partir dos dados da frota

Publicado el 11 de Agosto de 2021 en Portugués-Brasil por Sean Killen


O que impulsionará as inovações em uma empresa através da frota?

Invariavelmente, sempre que menciono para uma pessoa de fora do setor de transportes que trabalho em telemática, o padrão da conversa fica em GPS e rastreamento de veículos. A ideia de pontos em um mapa é algo familiar a todos.

 

À medida que a conversa avança, falamos sobre como a telemática é uma ferramenta valiosa para ajudar a administrar uma frota comercial de forma eficiente e atender aos padrões do setor, apoiando o comportamento do condutor, a segurança, a manutenção de veículos, a conformidade governamental e a otimização de rotas. 

 

Estas palavras são familiares aos gestores de frotas de todo o mundo. Eles fazem sentido para as equipes de transporte quando discutem as operações dos seus veículos. Durante grande parte das últimas duas décadas, a telemática cresceu e evoluiu para acrescentar novas tecnologias a essas funções centrais. A adição de câmeras, sensores e rastreadores melhorou essa funcionalidade ao ponto de serem "fundamentais" para operar uma frota no mais alto nível.   

Quais são as próximas inovações em telemática?

A questão agora é: O que vem depois? O que impulsionará as inovações reais em uma empresa através da frota? Uma câmera de vídeo (em inglês) e um sensor mais potente, incorporados ao hardware? Embora eles possam melhorar a funcionalidade da frota em si, não vão realmente trazer disrupção para a forma como vemos e entendemos as coisas.    

 

A telemática atingiu um ponto de inflexão. Para que a frota contribua com mais valor para a organização geral, devemos começar a entender realmente os dados a partir da frota; mais importante ainda, como compartilhar essas informações além dos gestores de frota para outras áreas da organização.

O desafio e a oportunidade da Big Data  

É uma tarefa assustadora. Em muitos casos, tenho visto que Big Data e a tentativa de entender como os dados podem ser usados causam mais confusão e frustração do que qualquer outro componente da frota. Muitas vezes, eu me reuni com um líder sênior que está buscando mais valor a partir dos dados de sua frota e das ricas fontes de dados disponíveis. Muitas vezes, esse processo se torna esmagador devido à grande quantidade de dados disponíveis. No final, resume-se a ser específico sobre o que você está tentando entender ou alcançar. 

 

Considere uma grande frota de mais de 5.000 técnicos de serviço ou motoristas de entrega. Talvez uma organização gostaria de compreender a qualidade de toda a força de trabalho dos motoristas. 

 

Eles podem começar a medir: 

  • o cumprimento das políticas de segurança,
  • registros de colisão,
  • precisão em relação às rotas planejadas (em inglês),
  • tempo de entrega por parada
  • e outras métricas.

A partir desses dados, uma empresa poderia medir com precisão quem são os seus melhores motoristas, quem é adequado e quem é deficiente e um risco para o negócio em geral, do ponto de vista jurídico.  

 

Infelizmente, é no próximo passo neste processo que as coisas podem falhar; mas ele também oferece a maior oportunidade de melhorar o funcionamento geral de toda a organização, se o problema de dados puder ser resolvido.   

Quem precisa desses dados e pode usá-los?   

Se uma empresa tem um registro preciso e orientado por dados do desempenho de todos os seus motoristas, quem precisa dessa informação na empresa? E como eles precisam usá-los? Este é o verdadeiro desafio, porque muitas organizações operam em silos (em inglês) que se concentram nas metas individuais do seu departamento e nos KPIs.  

 

No nosso exemplo, a Big Data forneceu perspectivas muito valiosas e eles estão conversando com o gerente da frota.  O papel do gerente de frota é manter os veículos trabalhando e funcionando bem. O desempenho do funcionário não é obrigação dele. Quem realmente precisa dessas informações e como precisam obtê-las?  Recursos Humanos. Ver esses dados derivados da telemática no sistema de Gestão de Capital Humano (HCM) da empresa usado todos os dias vai ajudá-los muito a tomar decisões importantes de RH e a concluir tarefas de RH.

Software empresarial

Ao explorar os dados de sua frota, a empresa pode agora criar um registro preciso de quem são os melhores motoristas, garantir que eles sejam recompensados e remunerados para que não saiam. Eles agora também podem criar um registro legal preciso dos motoristas que estão colocando a empresa em risco pelo seu comportamento. Isto poderá reduzir qualquer tipo de responsabilidade legal quando precisarem demitir um motorista por justa-causa. 

 

Líderes de fora da organização da frota, como altos executivos e VPs, não vão, necessariamente, aprender o software de telemática em adição aos produtos que já utilizam. Portanto, a liderança não deveria poder documentar e trabalhar com essas informações no sistema de HCM de 20 milhões, que adquiriu de uma das maiores empresas de SaaS e usa todos os dias? Embora isso pareça ser o senso comum, até hoje esse tipo de integração de dados não ocorre dentro da maioria das empresas. Os dados da frota ficam em um silo, na maioria das vezes não utilizado pelas equipes que poderiam tirar o real proveito deles.

 

Considere o que mais poderia ser feito, levando os dados da frota para a pilha de software empresarial da empresa:  

  • custos de frota e desempenho financeiro no sistema ERP, para que a equipe financeira possa comparar o desempenho com os padrões globais e monitorar o progresso dos programas que reduzem custos
  • Que impacto será causado nas emissões de carbono do CSO ao adicionar veículos elétricos
  • Dados de localização de gêmeo digital da frota para o software da cadeia de abastecimento
  • Alertas sobre componentes necessários prestes a acabar no software de aquisição, para que possam ser comprados proativamente
  • Detecção de fraude no software de gestão de despesas, caso os funcionários estejam abusando de cartões de combustível para uso pessoal
  • Visitas a clientes pela equipe de vendas ligadas ao CRM, com base em paradas de veículos em endereços armazenados no software, etc.

As empresas gastam literalmente centenas de milhões de dólares em suas plataformas internas de software. Elas são a força vital da empresa. SAP, Oracle, Salesforce, Workday, Google, Microsoft e Coupa são algumas das maiores plataformas do mundo para a gestão de negócios globais. A frota é um dos lugares mais atraentes na cadeia de abastecimento para melhorar e impulsionar a inovação.  

 

Para que as empresas deem o próximo passo na melhoria dos processos, a frota deverá, por fim, compartilhar informações com perfeição, para que os tomadores de decisões em toda a organização tenham acesso aos dados que a frota produz e possam continuar inovando usando esses dados para tomar decisões importantes.  

 

Para saber mais sobre como a Geotab pode ajudar, acesse nosso website e solicitar uma demonstração para falar com um de nossos representantes.


¿Le gustó este post? ¡Cuéntenos su opinión!


Renuncia de responsabilidad

Las publicaciones de blog de Geotab están destinadas a proporcionar información y fomentar la discusión sobre temas de interés para la comunidad telemática en general. Geotab no proporciona asesoramiento técnico, profesional o legal a través de estas publicaciones. Si bien se ha hecho todo lo posible para garantizar que la información de este blog sea oportuna y precisa, pueden ocurrir errores y omisiones, y la información presentada aquí puede quedar desactualizada con el paso del tiempo.