Skip to main content

telematics glossary image

Glossário de telemática: mais de 100 termos para você conhecer

Última atualização de 7 de setembro de 2022 em Telemática por Geotab |  26 minutos de leitura


Tabela de conteúdos

Fique por dentro com o mais recente glossário de telemática.

Seja você iniciante ou mestre da integração avançada, este glossário é uma referência útil para tudo o que você precisa saber sobre telemática. Abaixo incluímos termos sobre gerenciamento de frota de veículos elétricos.

3

Descontinuação do 3G

Assim como a descontinuação anterior da rede 2G, a descontinuação do 3G refere-se ao período em que as principais operadoras de rede celular começaram a suspensão gradual ou “descontinuação” de suas redes 3G, fazendo a transição para o uso da rede 4G LTE e 5G. 

4

Rede 4G LTE

A conectividade 4G LTE para dispositivos telemáticos fornece mais velocidade e eficiência para o gerenciamento de frota baseado em nuvem e integrações  de soluções. O termo “4G LTE” é um acrônimo para “ fourth generation long-term evolution” ou, em português, evolução de longo prazo da quarta geração.

5

Rede 5G

A rede 5G é a quinta geração de tecnologia de telecomunicações usada por redes celulares para transmitir dados em todo o mundo. Esse padrão se baseia no 4G e oferece maiores capacidades e velocidades. Há uma parte do 5G chamada Categoria M, que é otimizada para IoT e dispositivos como o Geotab GO.

A

Acelerômetro

Um acelerômetro é um dispositivo eletrônico capaz de medir a posição do veículo (para cima/para baixo, esquerda/direita e para frente/para trás). As informações do acelerômetro são usadas na reconstrução da colisão e permitem entender o comportamento da condução que resultou no evento. Saiba mais sobre a tecnologia de hardware de telemática neste artigo.

Rastreamento ativo

Rastreamento ativo é um recurso de software no MyGeotab que fornece informações de localização mais rápidas em um nível mais granular, o que é ideal para setores que precisam da localização exata e imediata do veículo, como serviços de emergência/médicos. Velocidade, curvas e paradas podem ser vistas por um despachante quase em tempo real para garantir que um veículo chegue à sua localização com segurança. Leia mais em Perguntas frequentes sobre Rastreamento ativo

Condução agressiva

Este é um tipo de comportamento de condução de alto risco que pode ser rastreado por um dispositivo telemático. A condução agressiva inclui o excesso de velocidade, que tem seus riscos óbvios: freada brusca, que pode indicar que o condutor estava muito próximo ao veículo da frente ou distraído; aceleração intensa, que reduz a possibilidade de reagir a tempo, sem mencionar que não é eficiente em termos de combustível; e virada agressiva, que também pode indicar uma condução distraída ou até mesmo uma condução sonolenta. A telemática pode ajudar a reprimir a condução agressiva, por meio de monitoramento de risco e segurança, ferramentas de coaching do motorista e programas de reconhecimento/recompensa do motorista. 

Combustíveis alternativos

Combustíveis alternativos é um termo amplo que abrange todas as tecnologias de motores não movidos a gasolina e não movidos a diesel. Combustíveis alternativos incluem combustíveis como propano, gás natural comprimido (CNG), biodiesel, etanol e células de combustível de hidrogênio. O termo também inclui veículos elétricos (consulte o termo específico “veículos elétricos” neste glossário). Com qualquer uma dessas tecnologias, o uso da telemática pode ajudar não só a identificar qual combustível seria mais adequado para determinados veículos ou aplicações, como também pode ajudar a comparar e monitorar os benefícios da troca de toda ou parte de uma frota para combustíveis alternativos. 

Interface de programação de aplicativos (API)

As APIs são essenciais para a integração de sistemas de gerenciamento de frota. Uma API (interface de programação de aplicativos) é a linguagem que um computador usa para informar ao sistema quais dados extrair. Essas linguagens devem ser capazes de conversar entre si para que ocorra uma integração. Um bom exemplo de integração bem-sucedida é ver informações de monitoramento de temperatura em unidades re em seu painel de telemática. 

Monitoramento de ativos

Além do veículo, as empresas têm muitos outros tipos de bens ativos, como maquinário pesado, equipamentos, ferramentas etc. Todos eles podem ser rastreados como um veículo. Usando a tecnologia Bluetooth®, é possível mostrar a localização dos bens ativos em um mapa, configurar geocercas para reduzir roubos, emitir alertas quando um ativo atinge determinada localização e assim por diante.  

Utilização de bens ativos

Utilização de bens ativos de frota é o conhecimento de quais veículos estão em sua frota, quem os está conduzindo, para onde estão indo, quando e como chegarão ao destino. Ao rastrear esses detalhes, os gerentes de frotas podem obter um panorama melhor do desempenho da frota e de como usar cada veículo, motorista e rota em benefício da empresa.

Veículos autônomos

Há vários “níveis” de tecnologia autônoma, sendo o mais alto formado por carros, caminhões, ônibus autônomos etc. Usando sensores, câmeras e dados de telemática para detectar outros carros e condições relacionadas ao veículo, a tecnologia de veículos autônomos permite  que o veículo se desloque sem um operador. Muitas empresas têm programas de pesquisa e piloto em vigor, mas é provável que ainda demore muitos anos até que esses veículos se tornem o padrão. 

B

Veículo elétrico a bateria (BEV)

Um veículo elétrico a bateria (BEV) é um veículo totalmente elétrico que não contém um motor de combustão interna (ICE). Exemplos de BEVs incluem o Nissan Leaf e o Chevrolet Bolt. Cada BEV tem uma bateria grande integrada que alimenta todas as funções do veículo, desde a mecânica de condução até os vidros elétricos. Os BEVs são separados em duas categorias: curto alcance e longo alcance. Os BEVs de curto alcance têm uma bateria de menos de 50 kWh, enquanto os BEVs de longo alcance têm uma bateria de mais de 50 kWh. Para obter mais informações sobre como as empresas estão adotando EVs em suas frotas, consulte nosso white paper aqui.

Tensão da bateria

A tensão da bateria é um dos muitos itens que podem ser monitorados por um sistema telemático. O monitoramento da tensão da bateria permite monitorar melhor a integridade do veículo

Inteligência de negócios e análise de dados

Análise de dados é o processo de obter big data e transformar esses dados em Inteligência de negócios, o que significa que todos os dados coletados são convertidos em relatórios palpáveis e compreensíveis que levam a insights acionáveis. Considera-se que essas decisões orientadas por dados têm um impacto positivo nas operações, detectando ineficiências ou identificando bons processos e replicando-os. 

Reconstrução de colisão

As frotas podem usar dados de telemática para ajudar a reconstruir os eventos da colisão de um veículo. Saiba mais sobre  como a detecção de colisão funciona e como analisar e interpretar dados neste white paper.

Veículos conectados

A tecnologia de veículos conectados é usada em todo o mundo para dar suporte à produtividade, eficiência, sustentabilidade e conformidade em negócios e governos e é essencial para segurança, competitividade e inovação. A conexão sem fio com o veículo é possível graças à comunicação entre veículos e entre veículo e infraestrutura. Um exemplo de relação entre veículo e infraestrutura é um sistema de alerta climático que envia uma notificação aos motoristas na área. 

Barramento de CAN

O sistema de barramento CAN ou barramento de rede de área do controlador conecta e facilita a comunicação entre todas as unidades de computador do motor (ECUs) nos veículos atuais.

Custo do Não Investimento (COI)

Ao contrário do retorno sobre o investimento (ROI), o custo do não investimento (COI) é a perda de economias resultante da não adoção de uma ação específica. 

Algoritmo de log de curva

O algoritmo de log de curva é um algoritmo patenteado usado pela Geotab no processamento de grandes volumes de dados telemáticos. O algoritmo faz cálculos para identificar e descartar pontos de dados desnecessários e, ao mesmo tempo preservando as informações mais importantes.

Segurança cibernética

Seja qual for o tipo de dados transmitidos, sempre há necessidade de segurança cibernética. O FBI, a NHTSA e a NAFA expressaram a necessidade de mais atenção e ação sobre segurança cibernética para veículos conectados. Saiba mais sobre as práticas recomendadas de segurança cibernética no setor de telemática nesta publicação do blog sobre gerenciamento de segurança cibernética.

D

Câmera de painel

As câmeras de painel são dispositivos de gravação de vídeo montados no painel frontal de um veículo para capturar imagens enquanto o veículo está em operação. Essas câmeras podem ser instaladas para visualizar a via, mostrando a visão privilegiada do condutor, ou podem apontar para dentro do veículo, mostrando o comportamento do condutor. As câmeras de painel são ferramentas úteis para verificar a conduta do motorista durante os eventos de uma colisão ou para garantir que os padrões da empresa estejam sendo seguidos pelo motorista ao operar um veículo.

Data feed

O Geotab Data Feed é o aplicativo que permite o envio de dados de telemática dos dispositivos da frota para gerenciamento no MyGeotab.

Privacidade de dados

Um bom gerenciamento de dados na telemática é essencial para proteger a privacidade de dados pessoais e do veículo. Leia mais e saiba por que toda empresa deve pensar sobre responsabilidade digital e privacidade de dados.

Normalização de dados  

A normalização de dados é o processo de padronização de dados para fornecer informações agregadas sobre vários recursos do veículo.

Visualização de dados

A visualização de dados é o processo de converter dados telemáticos em uma representação visual ou painel de software no computador, a fim de facilitar para as frotas a identificação de ações e a tomada de decisões. A visualização mostra tendências em diferentes métricas da frota, como médias diárias de veículo parado com motor ligado, os motoristas com condução mais segura no último mês, KML média da frota e outros. 

Transformação digital

A transformação digital é um movimento global na economia de negócios e inclui a adoção de tecnologia, automação e conexão com dados em tempo real para otimização de processos e aumento da competitividade. Um exemplo de transformação digital é o movimento em direção ao armazenamento de dados em nuvem.

Condução distraída 

A condução distraída é um delito sério, perigoso e punido por lei em muitos países, e pode ser definido como dirigir e, ao mesmo tempo, usar o telefone, enviar mensagens de texto, comer ou realizar outra atividade que tire os olhos do motorista da via ou suas mãos do volante. Leia mais sobre condução distraída.

Feedback ao motorista

O feedback ao motorista refere-se ao uso da tecnologia para notificar o motorista sobre erros de condução por meio de bipes audíveis ou mensagens faladas, visando ajudar a promover a segurança na via. O feedback pode ser combinado com soluções de gerenciamento e treinamento do motorista para melhorar ainda mais seu comportamento e ajudar a reduzir colisões. Consulte também: Como obter a adesão do motorista para as pontuações do motorista

Condução sonolenta

A condução sonolenta, também chamada de “condução cansada”, aumenta a probabilidade de colisões e provoca anualmente muitas fatalidades e ferimentos nas vias. O Conselho Nacional de Segurança informa que dirigir depois de mais de 20 horas sem dormir equivale a dirigir com uma concentração de 0,08% de álcool no sangue (que é o limite legal dos EUA).

Duty of care (diligência prévia)

Duty of care é a responsabilidade que os gerentes de frota têm de ajudar a manter os motoristas seguros e saudáveis, por meio de medidas para avaliar e reduzir riscos.

E

Veículos elétricos (EV)

Veículos elétricos (EV) são carros, caminhões ou outros veículos de transporte que dependem total ou parcialmente da energia da bateria. Há vários tipos de veículos elétricos, incluindo veículos elétricos híbridos (HEV), veículos elétricos a bateria (BEV) e veículos híbridos plug-in (PHEV). Saiba mais sobre a Geotab e EVs aqui.

Equipamento de alimentação de veículo elétrico (EVSE)

Um equipamento de alimentação de veículo elétrico (EVSE) é o intermediário entre a fonte de alimentação e a porta de carga do veículo. Ele normalmente é montado em uma parede ou elevado em um pedestal. Seu papel é receber e transmitir a energia de corrente alternada (CA) para o veículo, com segurança.

Fornecedor de serviços para veículos elétricos (EVSP)

Um fornecedor de serviços para veículos elétricos (EVSP) fornece conectividade em uma rede de estações de carga. Conectando-se a um servidor central, eles gerenciam o software, o banco de dados e as interfaces de comunicação que permitem o funcionamento da estação.

Avaliação de viabilidade de veículos elétricos (EVSA)

Uma Avaliação de viabilidade de veículos elétricos (EVSA) é uma ferramenta interativa e personalizada da Geotab que fornece recomendações de modelo e marca de EV para frotas. A ferramenta é alimentada pelo maior conjunto de dados telemáticos de EV coletados pela Geotab no mundo e leva em consideração: Disponibilidade de EV no mercado local, desempenho de EV em condições climáticas extremas, questões financeiras relacionadas à aquisição de EVs e muito mais. 

Dispositivo de log eletrônico (ELD) 

Um dispositivo de log eletrônico, também chamado de ELD, é uma tecnologia para os motoristas de veículos motorizados comerciais (CMVs) registrarem automaticamente o tempo de condução e as horas de serviço (Hours of service, HOS), além de capturar dados sobre o motor, a movimentação e os quilômetros percorridos pelo veículo. A Federal Motor Carrier Safety Administration (FMCSA) determinou a utilização de ELDs nos setores de ônibus e caminhões comerciais, como forma de melhorar a segurança rodoviária, reforçar a observância e proteger os motoristas comerciais. Para saber mais e ver o calendário de conformidade, leia este Guia rápido sobre a exigência de ELD pela FMCSA.

Diagnósticos do motor

Dados de status do motor para todos os principais protocolos do motor, como RPM, tensão, uso de combustível, temperatura do líquido de arrefecimento e níveis de fluido, podem ser comunicados pelo Dispositivo telemático Geotab, que se conecta à porta OBD II. Esses diagnósticos integrados do motor vêm na forma de códigos de problema de diagnóstico (DTCs) que podem ser específicos a um OEM. 

Horas de motor

As horas do motor indicam as horas reais em que o motor funcionou, o que é diferente do rastreamento do odômetro, que é a quilometragem real percorrida. Por exemplo, a leitura do odômetro não incluiria o tempo parado com motor ligado em um semáforo. Em situações em que não ocorre deslocamento mas o motor permanece ligado, essa medição pode ajudar a fornecer parâmetros de manutenção mais precisos. Também é assim que os dispositivos de log eletrônico (ELDs) registram automaticamente as horas do motorista. Leia mais sobre as horas de motor e tempo parado com motor ligado neste artigo.

Fabricante do produtos EVSE

Um fabricante de produtos EVSE é uma empresa que produz o hardware da estação de carga. Os serviços de carga de veículos elétricos são oferecidos por provedores de rede de carga de veículos elétricos.

Expansibilidade

A expansibilidade refere-se à tecnologia que suporta integrações adicionais com outros softwares ou hardwares, a fim de ampliar recursos. Para saber mais sobre as opções de expansibilidade específicas da Geotab, leia sobre a plataforma de dados OEM da Geotab, nosso Guia sobre os Add-Ons Geotab IOX ou visite o Marketplace.

F

Validação FIPS 140-2

A validação FIPS 140-2 é um parâmetro de referência de módulos criptográficos que protege dados confidenciais de sistemas de telecomunicações e computadores para os governos dos EUA e do Canadá, bem como para o setor militar.

Conformidade da frota

Acompanhar os padrões de conformidade é uma parte fundamental do gerenciamento de frota, especialmente durante momentos de crise. A conformidade da frota refere-se à adesão a regulamentos como log eletrônico do motorista (ELD), relatórios tributários e relatórios de inspeção do veículo do motorista (DVIR), dentre outros.

Eletrificação da frota

A eletrificação da frota refere-se à mudança de frotas de motores de combustão interna (ICE) para veículos elétricos (EVs). Eletrificar uma frota pode ajudar a maximizar a eficiência da frota e contribuir com iniciativas ecológicas no setor de transportes. Para obter mais informações sobre eletrificação de frota, consulte a publicação do nosso blog aqui.

Integração de frota

A integração da frota é o processo de conectar vários sistemas de software em uma frota, a fim de facilitar a automação dos negócios e aumentar a visibilidade, a precisão e a eficiência.

Otimização de frota

Com o uso da telemática, as frotas podem melhorar ou otimizar muitas áreas das operações, como eficiência de combustível, tempo parado com motor ligado, manutenção do veículo e utilização de frotas. Saiba mais sobre otimização e análise comparativa de frota.

Uso de combustível

Esta medição indica a quantidade de combustível consumido pelo veículo. Saiba mais sobre como a Geotab mede o uso de combustível

G

Gamificação

Gamificação é o conceito de transformar hábitos de condução segura em um jogo ou competição. Usando o software MyGeotab e uma solução de gamificação integrada, os gerentes podem identificar os motoristas que conduzem com  mais preocupação e recompensar esse bom comportamento, além de criar uma competição amigável entre os motoristas. 

Geocercas 

As geocercas permitem que os gerentes criem zonas de vários tipos, como um escritório ou local do cliente. Por exemplo, se um determinado veículo não deve sair de um determinado local de trabalho, o gerente de frota pode configurar uma geocerca ao redor da área em que esse veículo deve permanecer. Com relatórios de exceção, o gerente pode receber alertas caso haja deslocamento para fora da geocerca. Um engenheiro de serviços técnicos explica como criar uma zona no MyGeotab aqui. Consulte também: O que é geocercas?

Geotab Drive

O Geotab Drive é um aplicativo móvel usado em conjunto com o dispositivo telemático GO da Geotab e que realiza log de horas de serviço (Hours of service, HOS), identificação do motorista, relatórios de inspeção do veículo (DVIR) e envio de mensagens ao motorista.

Dispositivo GO

GO da Geotab é um dispositivo telemático para gerenciamento de frota com tecnologia GPS de última geração, monitoramento da força G, expansibilidade do GEOTAB IOX e avaliações de integridade do motor e da bateria, com medidas de segurança dos dados. 

GO RUGGED

O GO RUGGED é um robusto dispositivo telemático da Geotab, projetado para ambientes adversos e para uso em veículos off-road, equipamentos de mineração, maquinário pesado e muito mais. A cobertura protetora do dispositivo GO RUGGED protege os componentes eletrônicos internos contra elementos como poeira e água.

GO TALK

O GO TALK da Geotab é uma solução de coaching que fornece ao motorista mensagens de áudio quase em tempo real, no intuito de ajudar a melhorar a segurança da frota. A solução faz isso rastreando viradas bruscas, excesso de velocidade e outros comportamentos de risco, e informando imediatamente ao motorista que ele deve mudar ou interromper um comportamento. Leia uma entrevista com dois especialistas no produto GO TALK.

Força g

Medida por um acelerômetro, a força g é o movimento do veículo e a aceleração, seja para a esquerda/direita, para cima/para baixo, para frente/para trás. Essas informações ajudam as frotas a reconstituir acidentes. Leia tudo sobre a força G e como ela ajuda a entender comportamentos de condução perigosa aqui

Aliança global para acesso a dados de veículos (GAVDA)

GAVDA significa Aliança global para acesso a dados de veículos, um grupo que trabalha para preservar e aprimorar o acesso aberto, seguro, de tecnologia neutra e direto a dados em tempo real para proprietários de veículos.

Sistema de posicionamento global (GPS)

O GPS, ou sistema de posicionamento global, é uma rede de navegação de satélites, estações de monitoramento e receptores usados para transmitir dados de localização global. O GPS é usado em dispositivos como telefones celulares e sistemas de navegação no veículo para ajudar a rastrear a localização e fornecer instruções de orientação do ponto A ao ponto B.

Rastreamento de frota com GPS

O rastreamento de frota por GPS permite que as frotas entendam a localização do veículo e outras atividades da frota. Para a Geotab, o rastreamento por GPS inclui muito mais do que “pontos em um mapa” abrange muitas outras áreas de foco, como segurança do condutor, conformidade da frota, emissões do veículo e integridade do veículo.

Frota ecológica 

“Frota ecológica” é um termo usado para se referir a frotas focadas na sustentabilidade com o objetivo de reduzir o impacto ambiental, por meio de iniciativas como reduzir emissões de gases do efeito estufa e o consumo de combustível, bem como adotar veículos elétricos. Consulte também: 30 dicas para frotas ecológicas

H

Horas de serviço (Hours of service, HOS)

Horas de serviço (Hours of service, HOS) são normas do setor de veículos comerciais, ou seja, frotas de estrada, que abrangem muitos motoristas de veículos comerciais e visam regulamentar quantas horas os motoristas podem dirigir e quando devem fazer intervalos. Também relacionado a: log eletrônico

Veículo elétrico-híbrido (HEV) 58

Um veículo elétrico-híbrido (HEV) é um veículo que contém uma bateria integrada e um motor de combustão interna (ICE). Um exemplo de HEV é o Toyota Prius. Os HEVs contêm pequenas baterias integradas que são carregadas pela frenagem regenerativa e não podem ser carregadas externamente. A bateria incluída só é usada quando o veículo está parado com motor ligado ou quando ele começa a se mover depois de estar parado. Para saber mais sobre a eficiência dos HEVs, veja a publicação do nosso blog aqui.

I

Motor de combustão interna (ICE)

Um motor de combustão interna (ICE) é um motor tradicional alimentado por gasolina, diesel ou combustíveis à base de materiais orgânicos. Eles são o tipo de motor mais usado na via, mesmo com o surgimento dos veículos elétricos (EV). Os veículos com ICE geralmente requerem significativamente mais manutenção do que os EVs, pois são compostos por várias peças móveis que alimentam o veículo. Atualmente, os ICEs são muito mais eficientes do que quando foram inventados, mas ainda não são tão eficientes quanto os EVs. Para obter mais informações, consulte nosso blog sobre a comparação entre veículos híbridos e convencionais.

Acordo internacional de imposto sobre combustível (IFTA)

O Acordo internacional de imposto sobre combustível (IFTA) é um imposto sobre combustível pago por transportadoras comerciais interestaduais. O objetivo é usar os fundos para ajudar a financiar e manter as rodovias dos EUA e do Canadá. Atualmente, 48 jurisdições americanas (estados) e 10 jurisdições canadenses (províncias) são membros do IFTA. A telemática pode ajudar significativamente na conformidade com o IFTA e na geração de relatórios, graças ao rastreamento de quilometragem e de uso de combustível. 

Internet das coisas (IoT)

A Internet das coisas (IoT) é a tendência rumo a produtos “inteligentes”, seja em sua casa, como refrigeradores e luzes, sejam produtos usados em transportes, como semáforos inteligentes que são capazes de modificar a temporização do sinal com base nos fluxos de tráfego durante o dia. Outros exemplos de IoT no setor automotivo são empresas de compartilhamento de carros, onde um usuário pode reservar, destravar e alugar um veículo pelo aplicativo do telefone. Saiba aqui como a IoT está afetando o setor automotivo. 

Coaching no veículo

O coaching no veículo ocorre quando um dispositivo dentro da cabine do veículo é capaz de alertar os motoristas, com sinais sonoros e/ou visuais, sobre a condução.

Tecnologia IOX

A tecnologia IOX permite expandir o dispositivo de entrada/saída Geotab GO. Ele permite conectar outro hardware ao dispositivo e ampliar os recursos usando outros Add-Ons. O Geotab GO TALK é um exemplo da tecnologia IOX; com essa tecnologia, o dispositivo GO TALK é conectado ao dispositivo Geotab GO e envia dicas de condução e alertas de comportamento para o operador do veículo, em tempo real. 

J

J1939

O padrão J1939 foi desenvolvido pela SAE International para criar consistência na forma como diferentes componentes de um veículo se comunicam. O padrão é usado em conjunto com o sistema de barramento CAN (Rede de Área do Controlador) em veículos comerciais de carga média e pesada para enviar e receber sinais dentro de um veículo. O J1939 inclui o anexo digital (DA), que define milhares de sinais usados em um barramento CAN.

K

Quilowatt-hora por quilômetro (kWh por km)

O quilowatt-hora por quilômetro (kWh por km) representa a quantidade de eletricidade que um EV usa em um quilômetro  percorrido, indicando a eficiência de combustível.

L

Carga de nível 1

O nível 1 é a forma mais lenta de carga. Quase todos os carros elétricos vêm com um cabo que é conectado ao carregador de bordo do veículo e a uma tomada doméstica padrão (120 V). Essa configuração fornece entre 3,5 a 8 km em uma hora. Embora isso não pareça muito, ele pode funcionar para veículos que viajam menos de 64 km por dia e têm a noite toda para carregar.

Carga de nível 2

A Carga de nível 2 fornece energia de 200 a 240 V, por meio de um EVSE com um plugue que se conecta ao carro ou por uma tomada de 240 V (semelhante à utilizada pelo forno ou secador), e apresenta outros requisitos domésticos instalação. Os carregadores de nível 2 podem ter até 80 A, e os motoristas podem adicionar 16 a 100 km de alcance em uma hora de carga.

Carga de nível 3 (carregamento rápido CC)

Um carregador de nível 3, também conhecido como carregador rápido CC, é um equipamento do tamanho de uma bomba de gás. Não há um único padrão para carga rápida. A Tesla tem a rede Supercharger, enquanto o Nissan Leaf, juntamente com os EVs da Kia e Mitsubishi, obtém sua carga mais rápida utilizando o CHAdeMO. O Chevy Bolt, assim como os EVs BMW e Volkswagen, usa o Combo SAE (um sistema de carga combinada também conhecido como CCS). Todos esses carregadores rápidos fornecem cerca de 80% de carga em 30 minutos, e opções de carga mais rápidas são lançadas no mercado todos os anos.

M

Aprendizado de máquina (machine learning)

O aprendizado de máquina é o que torna possível a moderna modelagem preditiva; isso significa que, por meio de dados históricos, um computador/inteligência artificial pode aprender o que é mais provável que aconteça em seguida. O aprendizado de máquina é um aspecto da tecnologia de veículos autônomos que faz com que ela seja mais do que apenas sensores e câmeras. O aprendizado de máquina pode continuar aprendendo cada vez mais sobre as vias que percorre e usar esse aprendizado em viagens posteriores, quando o veículo estiver nessa via novamente. 

Gerenciamento por medição

O “Gerenciamento por medição” é uma frase usada nos negócios que se refere à prática de tomar decisões com base em dados.  A telemática de veículos é um método pelo qual frotas de empresas ou do governo podem reunir inteligência para ajudar a informar decisões futuras sobre as operações.

Marketplace

O Geotab Marketplace é um centro de soluções on-line onde as frotas podem procurar Add-Ons específicos de negócios e aplicativos e Add-Ins de software para integração com seu sistema telemático Geotab, como rastreador de combustível, cartão de pontuação do motorista ou reconstrução de colisão. Leia uma visão geral do Marketplace.

Faixa máxima

O número total de quilômetros que um EV pode percorrer antes de precisar parar e recarregar. A faixa máxima é determinada por vários fatores, incluindo a temperatura, clima de funcionamento e idade do veículo. Quanto mais antigo for um veículo, mais suscetível ele estará à degradação da bateria, o que pode diminuir a faixa máxima ao longo do tempo.

Quilômetros  por galão de gasolina equivalente (MPGe)

Quilômetros por galão de gasolina equivalente (MPGe) é uma métrica usada pela Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA para comparar a economia de combustível de EVs e outros veículos movidos a combustível alternativos com veículos movidos a gasolina.  

Mobileye

A Mobileye é uma empresa de tecnologia de veículos autônomos focada em sistemas de prevenção de colisão. A tecnologia da Mobileye é utilizada por muitas das atuais soluções de veículos autônomos oferecidas pelas montadoras de automóveis – é usada exatamente por 27 dos fabricantes de automóveis do mundo. Trata-se de um produto pós-venda, e as frotas podem adicionar essa tecnologia para ajudar a reduzir colisões usando a tecnologia de sensores Mobileye, que fornece feedback de condução em tempo real por meio de alertas sonoros e/ou visuais na cabine. O Mobileye está disponível como um add-on no Geotab Marketplace.

MyGeotab

O MyGeotab é o software de gerenciamento de frota usado em conjunto com o dispositivo telemático Geotab GO (embora o software seja independente de dispositivo e possa ser usado com outros dispositivos telemáticos). O software escalável e baseado na Web fornece painéis que permitem realmente visualizar os dados e tendências sobre uma frota, visualizar e exportar relatórios e comparar dados. O MyGeotab é a essência que torna o sistema amigável para o usuário final e agrega valor às operações da frota. Visualize o Guia do produto MyGeotab aqui.

Mecanismo de regras do MyGeotab

Um recurso da plataforma telemática da Geotab que permite que os usuários definam regras de gerenciamento de frota para motoristas, como limite de velocidade máxima, tempo parado com motor ligado ou carga de veículos elétricos e, em seguida, monitorem a conformidade no MyGeotab.

N

National motor Freight Traffic Association (NMFTA)

A National motor Freight Traffic Association (NMFTA) é uma organização de associação sem fins lucrativos responsável pela publicação das Classificações nacionais de frete motorizado (NMFC) e pela atribuição de Códigos alfa de transportadora padrão (SCAC) e Códigos de localização de ponto padrão (SPLC). A organização é composta por transportadoras interestaduais e intraestaduais, bem como frotas de comércio exterior. Em 2019, a NMFTA lançou a Open Telematics API (OTAPI), que visa melhorar a interoperabilidade segura entre provedores de telemática e frotas, por meio da padronização de dados.

Veículo mais próximo

Usando a telemática, as frotas podem melhorar a expedição por meio de um recurso que permite localizar o veículo mais próximo de uma parada do cliente específica em um mapa. Por exemplo, quando um serviço ou uma frota de socorristas recebe uma chamada de emergência, em vez de ligar para cada funcionário móvel para saber exatamente onde ele está e verificar se ele pode atender à ocorrência, um despachante pode facilmente ver qual veículo e funcionário está mais próximo da tarefa e encaminhá-lo diretamente de onde estão.

Comunicação por campo de proximidade (NFC)

A Comunicação por campo de proximidade (NFC) é um conjunto de protocolos de comunicação que permitem comunicação entre dois dispositivos próximos. No gerenciamento de frota, a NFC pode ser usada com dispositivos telemáticos para verificar a identidade do motorista e permitir o login em veículos específicos.

O

OBD II 

A porta de diagnóstico integrado (OBD-II) é um sistema eletrônico automotivo que oferece recursos de autodiagnóstico e relatórios do veículo. Leia mais sobre o OBD II e sobre o papel que ele desempenha na telemática e no gerenciamento da frota.

Odômetro

Um odômetro exibe a quilometragem percorrida por um veículo. Isso não deve ser confundido com as horas de motor reais de um veículo (consulte a entrada específica neste glossário).

OEM (fabricante de equipamento original)

O termo “fabricante de equipamento original”, abreviado como “OEM”, refere-se às empresas que produzem carros e caminhões, e também aquelas que fabricam peças e equipamentos para veículos. Para obter mais informações sobre como a Geotab integra informações de terceiros fornecidas por dispositivos OEM integrados, leia este artigo.

Telemática incorporada de OEM

A telemática incorporada de OEM refere-se aos fabricantes de veículos (OEMs) que fornecem modems integrados de fábrica para registrar e processar dados telemáticos e outros dados de veículos conectados. Esses sistemas telemáticos integrados não exigem instalação e podem ser integrados com telemática baseada em nuvem, como a Geotab, para o gerenciamento de várias marcas de veículos em uma única plataforma. Para saber mais sobre as integrações de OEM da Geotab, leia a publicação em nosso blog sobre a plataforma de dados OEM da Geotab.

Carregador integrado

Um carregador integrado é um dispositivo de carga instalado de fábrica usado junto com EVs de carga de nível 1 e nível 2. Ele converte a energia de corrente alternada (CA) de uma tomada em energia de corrente contínua (CC) para carregar a bateria em um EV. A velocidade de carga pode variar, mas os carregadores integrados mais comuns são de 6,6 kW em veículos elétricos a bateria (BEVs) e 3,3 kW em veículos elétricos híbridos plugáveis (PHEVs).

Plataforma aberta

Plataforma aberta é um sistema telemático que fornece acesso aberto ou gratuito aos dados, por meio de um kit de desenvolvimento de software (SDK) e interfaces de programação de aplicativos (APIs). Consulte ambas as entradas específicas neste glossário. Por outro lado, uma plataforma fechada pode ter hardwares específicos do fabricante do veículo, e o acesso aos dados é limitado ou filtrado. Os usuários de plataformas abertas têm a flexibilidade de poder integrar a telemática a outros sistemas de negócios e usar dispositivos de fornecedores parceiros ou aplicativos e soluções de terceiros, como o Geotab Marketplace. Leia uma definição mais detalhada de plataforma aberta aqui e conheça suas vantagens aqui.

Over-the-air (OTA)

O teste Over-the-air (OTA) avalia o desempenho da antena integrada em um dispositivo telemático (e muitos outros) e permite entender a segurança e os riscos trazidos pelo uso de um tipo específico de dispositivo. Considere todas as etiquetas de segurança vistas em eletrônicos em geral. Este teste específico garante que o dispositivo atenda aos níveis mínimos de radiação (potência total irradiada) e sensibilidade (potência total isotrópica) e é apenas um dos três principais aspectos do teste desses tipos de dispositivos. Leia mais aqui.

P

Veículo elétrico híbrido plug-in (PHEV)

Um veículo elétrico híbrido plug-in (PHEV) tem um sistema de acionamento de duas partes, incluindo um acionamento elétrico e um pequeno motor de combustão interna funcionando com combustível. Os dois outros principais tipos de EVs são veículos elétricos híbridos (HEV) e veículos elétricos a bateria (BEV).

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva é a manutenção programada para verificar regularmente se há possíveis problemas em um veículo. A troca de óleo é apenas uma parte de uma verificação de manutenção preventiva. Outras tarefas incluem verificar os níveis de todos os fluidos, freios, pneus etc. A telemática anda lado a lado da manutenção preventiva, pois as frotas podem acompanhar as manutenções programadas e até receber alertas quando o motor aciona um código de diagnóstico de problemas, o que significa que pode haver algo errado com o veículo. A frota pode então levar o veículo para a oficina, embora um técnico já seja capaz de diagnosticar o problema antes mesmo de o veículo chegar lá. 

Produtividade

A produtividade da frota é uma compreensão da produção dos funcionários, que pode ser medida dividindo-se as horas trabalhadas por pausas e tempo de inatividade. Leia mais sobre como calcular a fórmula de pontuação de produtividade.

ProPlus

O ProPlus é um plano de tarifas de gerenciamento de frota da Geotab. Saiba mais sobre como selecionar um plano de tarifas ou acesse uma visão geral do plano aqui.

R

Ansiedade pela autonomia

A ansiedade pela autonomia refere-se ao medo que o motorista de EV sente de ficar sem eletricidade antes do final de uma viagem.

Diagnóstico remoto

O diagnóstico remoto é uma solução que as frotas podem usar para configurar alertas automáticos sobre os códigos de diagnóstico de problemas (DTCs) gerados pelo computador do motor, juntamente com dados de gravidade, descrição da falha e recomendações de ação. Os benefícios do diagnóstico remoto incluem ajudar a preparar os técnicos com antecedência, para que eles tenham as peças certas disponíveis, e diminuir o tempo de inatividade do veículo. 

S

Escalabilidade

Escalabilidade significa a capacidade de aumentar o tamanho e a força de uma empresa à medida que ela evolui e cresce. 

Cartão de pontuação

Um cartão de pontuação do motorista é uma ferramenta útil para gerentes de frota que mede e classifica o desempenho do motorista, com o objetivo de aumentar a segurança, a produtividade, a eficiência ou até mesmo a conformidade. As frotas podem personalizar cartões de pontuação enfocando excesso de velocidade, freada brusca, luz de motor ligada, veículo parado com motor ligado, consumo de combustível ou outras métricas.

Kit de desenvolvimento de software (SDK)

Um Kit de desenvolvimento de software (SDK) é o conjunto de ferramentas, informações e exemplos fornecidos a outros desenvolvedores de software sobre como trabalhar com os dados. O SDK e as APIs (consulte a entrada específica “API” no glossário) possibilitam a chamada telemática de plataforma aberta (consulte a entrada específica). Saiba como assistindo a um vídeo sobre o Geotab SDK aqui

Uso do cinto de segurança

O uso do cinto de segurança pode, na verdade, ser monitorado por um sistema telemático, como o relatório de cinto de segurança Geotab, que informa aos gerentes quais motoristas não estão usando o cinto de segurança. Ele também pode ser usado como parte do add-on de coaching no veículo GEOTAB GO TALK (consulte a entrada separada no glossário).

Cidade inteligente

As cidades inteligentes se beneficiam da infraestrutura conectada, de sensores e dispositivos de IoT para ajudar a resolver desafios urbanos, como congestionamento de tráfego, fornecimento de serviços para populações em crescimento e saúde e segurança públicas. Telemática e análise urbana são os alicerces de cidades inteligentes, fornecendo aos municípios uma visão em tempo real das operações e condições da cidade. Saiba mais sobre as soluções da Geotab para cidades inteligentes.

Estado da carga (SOC)

Estado da carga (SOC) refere-se à quantidade de energia de bateria restante em um EV, medida em porcentagem. Leia aqui para saber mais sobre como uma frota do Reino Unido usou dispositivos Geotab para monitorar melhor seu SOC.

Sustentabilidade

O gerenciamento sustentável da frota é a prática de focar na redução do impacto ambiental, por meio de melhorias na frota, uso de ferramentas de gerenciamento de combustível e controle de emissões de CO2, otimização de rotas, bem como adoção de veículos elétricos.

T

Tacógrafo

Um tacógrafo é um dispositivo fixado a um veículo de peso mínimo de 3,5 toneladas que registra automaticamente dados sobre velocidade e distância, juntamente com a atividade do motorista, selecionada dentre algumas opções de modos. Para saber mais sobre os regulamentos relativos às horas de condução na Europa, consulte o Regulamento (CE) n.º 561/2006 da UE.

Telemática

Telemática é o monitoramento de um carro, caminhão ou outro tipo de equipamento ou bem ativo utilizando um dispositivo para rastrear a localização por GPS, a velocidade do veículo, o comportamento de condução e outros dados do motor, para fins de gerenciamento e otimização da frota. Veja uma explicação mais detalhada em:  O que é telemática?

Integração de dispositivos de terceiros

A capacidade de conectar dispositivos de parceiros à plataforma Geotab para que os dados possam ser visualizados junto com os dados telemáticos da Geotab no MyGeotab, possibilitando o uso de regras e relatórios em comum. Leia mais sobre como a integração funciona neste post.

Viagens

As viagens de um veículo do ponto A ao ponto B podem ser rastreadas por telemática e visualizadas em um aplicativo ou portal de software de gerenciamento de frota. Na Geotab, uma viagem é considerada do momento em que o veículo começa a se mover até o momento em que o veículo volta a se mover após uma parada (quando a ignição do veículo é desligada ou quando o veículo tem uma velocidade inferior a 1 km/h por mais de 200 segundos). 

U

Análise urbana

A Análise urbana é a coleta e análise de dados sobre processos e ambientes de cidades inteligentes. Áreas perigosas para condução, métricas de interseção, áreas de ocorrência de marcha lenta e precipitação hiperlocal são exemplos de conjuntos de dados que as cidades inteligentes podem usar em suporte à otimização do tráfego e melhorar a segurança e o meio ambiente.

Zona de emissão ultra baixa (ULEZ)

A Zona de emissão ultra baixa (ULEZ) é uma área no centro de Londres dentro da qual os motoristas devem pagar uma taxa diária para dirigir. A iniciativa foi colocada em prática para melhorar a qualidade do ar nessa área altamente populosa e incentivar a utilização de veículos mais sustentáveis. Para obter mais informações sobre como o Reino Unido está incentivando frotas verdes, leia este white paper.

V

Permanência do veículo

A permanência do veículo é onde um veículo da frota reside quando não está em uso. Na maioria dos casos, esse local seria uma garagem ou pátio de frota. Leia este artigo para obter informações sobre como o aumento do acesso à carga de veículos elétricos em locais que não sejam a residência principal pode alterar o perfil de carga de veículos elétricos.

VIN (Vehicle Identification Number, Número de identificação do veículo)

O número de identificação do veículo (vehicle identification number, VIN) atribuído a cada veículo é o que o rastreia durante toda a sua vida útil, independentemente de quem seja o proprietário. Para grandes frotas, pode ser difícil monitorar esses números. Os VINs são importantes porque também podem informar se houve algum recall do veículo, por exemplo. O MyGeotab tem uma ferramenta de pesquisa de VIN para ajudar nesse gerenciamento. 

W

Relatório de estado dos dispositivos

O Relatório de estado dos dispositivos no MyGeotab monitora o status de todos os dispositivos GO da Geotab em sua frota e mostra se um dispositivo foi usado recentemente, se está instalado corretamente ou se está funcionando adequadamente. Para obter mais informações sobre como usar o Relatório de estado dos dispositivos e manter uma frota saudável, consulte esta publicação no blog.

Z

Zero emissões

Zero emissões refere-se a um movimento global em prol da sustentabilidade, com base em EVs que geram emissões de gases de efeito estufa menores ou iguais a zero e no uso de outras tecnologias limpas e sustentáveis. Para obter mais informações sobre o caminho para zerar as emissões, clique aqui.

Zonas

A criação de uma zona é uma funcionalidade essencial no software de telemática e permite que os gerentes de frota rastreiem métricas de produtividade, por exemplo, por quanto tempo um caminhão ficou parado em um local do cliente para desembarque.

 

Para acompanhar as notícias da frota e as práticas recomendadas de telemática, assine o boletim informativo da Geotab.


Se você gostou deste post, fale para nós!


Aviso Legal

As postagens do blog da Geotab visam fornecer informações e incentivar a discussão sobre tópicos de interesse para a comunidade de telemática em geral. A Geotab não está fornecendo consultoria técnica, profissional ou jurídica por meio destas postagens do blog. Embora todos os esforços tenham sido feitos para garantir que as postagens neste blog sejam oportunas e precisas, erros e omissões poderão ocorrer, e as informações aqui apresentadas poderão ficar desatualizadas com o passar do tempo.

Fique por dentro das novidades do setor e dicas da Geotab

Inscreva-se para receber nosso conteúdo mensal com dicas sobre gerenciamento de frotas e novidades do setor. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Outros posts que você talvez goste

Imagem homem com tablet com dashboards

Os benefícios das ferramentas de BI aplicado à gestão de frotas

O Geotab Data Connector facilita a obtenção de dados significativos e a sua consolidação em ferramentas de análise e visualização como PowerBI, Tableau y Excel

1 de março de 2023

Veículos passando em alta velocidade

Telemetria veicular e o caminho para a evolução da gestão de frotas

Como a telemetria para frotas evoluiu até a telemática, tornando o transporte de cargas mais eficiente e seguro

14 de fevereiro de 2023

Imagem do painel do veículo e pessoa ao volante

Telemática por vídeo: O que é e como funciona?

Saiba como a telemática por vídeo pode mudar a maneira como sua empresa opera informações e dados antes e depois dos eventos.

3 de outubro de 2022

blue truck image

O que é telemetria? Entenda o que é e a sua diferença em relação à telemática

Telemática ou telemetria veicular: qual a diferença?

9 de setembro de 2022

View last rendered: 07/22/2024 08:45:18